domingo, 26 de junho de 2016

Atalaia, 25-06-2016 - Homenagem ao saudoso colega Alberto Fernando

Aqui fica o registo do jantar e sessão de observação de homenagem ao saudoso colega Alberto Fernando no restaurante O Ninho e no sitio da Atalaia na noite de 25-06-2016.
Um jantar em agradável companhia de colegas e pessoas maravilhosas que conviveram com o colega Alberto Fernando.
Um evento marcado pelo jogo dos oitavos de final do campeonato da Europa de futebol no qual a selecção de Portugal venceu a selecção da Croácia por 1:0.
O sitio da Atalaia ainda apresenta um céu bastante razoável com clara visualização da Via-láctea e as constelações principais.
A sessão foi animada pelo Obsession do Anselmo Dias e pela presença dos familiares e amigos do colega Alberto e dos restantes companheiros de observação que com ele privaram e por quem nutriam grande amizade.
Gostei de rever toda esta boa gente com muita saudade de todos e das saudáveis trocas de conhecimentos sobre o céu, o universo e a vida.






sábado, 30 de agosto de 2014

Pego do Altar - Vale de Figueira: 30-08-2014

Uma boa noite em boa companhia e digna de registo. Foi com o Francisco Gomes e o Luis Ramos e dois telescópios Orion SkyQuest IntelliScope XX12i e XX14i.
A noite foi logo brindada com a Lua em fino crescente (aprox. 14,7% iluminada) que deu vistas lindas no 12" e no 14" especialmente com a binoviewer no 14" sendo possível ver detalhes de mares e crateras na face não iluminada da Lua. Depois foi Marte e Saturno, com Marte a recusar-se deixar-se ver bem, mas Saturno lindo com detalhe na superfície e nos anéis com visão magnifica no 14" com a binoviewer.
De seguida foi passear pelas constelações clássicas ao longo da via-láctea que se encontrava muito bem definida e detalhada enquanto o Luis Ramos foi passeando pelas nebulosas planetárias ao longo de toda a noite.
Foi possível ver o cometa C/2014 E2 Jacques na constelação de Cepheus (Ascensão reta: 21h 53.6m, Declinação: 59° 34', Distância da Terra: 0,568 UA, Magnitude; 12,2), que se encontra vistoso mas que pela posição relativa/direcção não se percebe bem a cauda.
Passeei demoradamente pelas nebulosas e enxames no Sagitário (M8, M17, M20, M22), na Ursa Maior (M81/M82), Canes Venatici (M51 Whirlpool), Hércules (M13), Lyra (M57), Vulpecula (M27), Triangulum (M33), Pégaso (M15), Perséu (NGC 884/869 enxame duplo), Andrómeda (M31/M32/M110), Cassiopeia (NGC 457 ET ou OWL), Cisne (NGC 6826 Blinking, NGC 6960/6992 e NGC7000). Foi possível ter visões lindas da Veil Nébula com a Nagler 31mm e filtro UHC, tendo ainda visto claramente a NGC 7000 North-America, que ainda não  tinha visto no 12". 
Algumas nuvens foram depois aparecendo e a observação abrandou. Depois nasceram Auriga e as Pleiades, o Touro e Orion magnifico e ainda foi possível ver o complexo de nebulosas M42/M43.
Digno de registo ficam as magnificas vistas da galáxia Andrómeda e suas acompanhantes M31, M32 e M110 e as vistas da Lua e M13 no 14" com a binoviewer.







domingo, 25 de maio de 2014

AstroCoruche - 24 de Maio de 2014‏

Aqui ficam imagens do encontro anual habitual, antecedido de jantar. Foi uma optima noite de observação em muito boa companhia.
Desta vez desloquei-me para o local do encontro com o Francisco Gomes e fomos brindados com uma optima noite de observação e imensa gente e muitos telescópios.
Observando nalguns Dobsons que por lá se encontravam de 10", 12" e 18" tive belas imagens do céu, desde enxames de estrelas (M3, M4, M80) e galáxias (M51, M81, M82, M97,  M101, M108) a algumas nebulosas clássicas (M8, M17, M27) e claro o belo planeta Saturno e ainda Marte.
No Maksutov do Hugo Silva tive a visão de um belo Saturno assim como no 12" do Paulo Sanches e no refractor do Paulo Pina.
Claro que o telescópio sensação foi o 18" do Anselmo Dias, pois digamos o que dissermos, abertura é abertura. E observar um enxame globular ou aberto naquele canhão é de tirar a respiração.
A via láctea era bem visível naquela céu escuro apesar de alguns candeeiros estragarem um pouco a qualidade do céu. E nunca tinha visto tanto avião a cruzar os céus como nesta noite. Talvez fruto da final da liga dos campeões ou talvez fruto dos tempos.
Excelente organização do Jacinto Castanho a quem agradeço esta iniciativa pois a divulgação da astronomia amadora é muito louvável.












segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Olho Cinzeiro 29-12-2013

Foi uma noite basicamente marcada pela elevadíssima humidade. No local, juntamente com o Francisco Gomes e o André Martinho, aproveitei para fazer algumas fotos que aqui publico. Júpiter e a M42 em Orion foram os objectos observados numa noite com algum frio e um banho de água que bem cedo inutilizou as camaras e lentes.






domingo, 8 de dezembro de 2013

Atalaia, 07-12-2013

Ontem tendo combinado com o Francisco irmos observar para Olho Cinzeiro, após chegada ao local e ainda com a Lua a Oeste e já Júpiter bem elevado a Este, propus-lhe irmos para a Atalaia que talvez estivesse alguém lá a observar. Foi uma optima decisão e lá fomos. No local encontramos já instalados e em plena acção 6 bravos a enfrentar o frio outonal que na ida para o local já eram só +1 º Celsius. Foi muito bom rever os amigos Alberto Fernando, José Ribeiro e Anselmo Dias, muito bom mesmo. O Obsession de 15" mostrava imagens excelentes de Júpiter e das suas luas, estando a lua Io projectando uma sombra pontual sobre o disco característico do planeta gigante com as suas bandas equatoriais. A noite húmida e fria, como as são no fim de outono e inverno, prometia apesar da marcada e crescente poluição luminosa que avança de Norte a Sul e Este a Oeste. O melhor quadrante ainda é e será o de Nordeste a Sudoeste e ai desfilam pela eclíptica na sua exuberância nocturna aquilo que só os bravos e ousados que saem da zona de conforto podem e sabem apreciar.
O Anselmo entretido com o seu arsenal astrofotográfico, captava imagens magnificas de céu profundo empilhando e somando fotogramas sucessivamente e caçando cometas, que de forma dispersa e em magnitudes proibidas ao olho mais apurado, lá vão marchando nos reinos gelados pela nossa galaxia, nas suas trajectorias elipticas em volta do Sol. Magnifica visão que tive do enxame de estrelas aberto M46 e da bela nubulosa planetária NGC 2438 como seu característico anel.
Tendo levado a montagem equatorial LXD75 e o Meade SN 10", ainda me diverti em Júpiter e na nebulosa M42 a grande nebulosa de Orion. Já tinha saudades de percorrer demoradamente aquela nebulosidade "leitosa" da maternidade de estrelas de Orion, pela ocular Nagler 26mm nos seus fartos 82 º de campo aparente. Não levei a Nagler 32mm para reduzir o payload que já era considerável...
Junto com o Francisco lá íamos batendo as "chapas" do costume com as DSLR nos tripés e os disparadores em acção, com vista aos característicos startrails sempre apetecíveis. Ainda acoplei a DSLR ao SN10 mas este começou a perder a batalha face ao frio galopante e humidade crescente. Nesta altura já marcava no termómetro -3º Celsius e os carros e telescópios estavam cobertos de uma fina camada de gelo. Já com a constelaçã odo Leão bem erguida, vencido pelo frio apesar do belo chá quente que o francisco amavelmente nos brindou, com os pés a querem gelar e com o corrector do SN10 tapado de humidade devido à falta do obrigatório "dew cap" arrumei o arsenal e rumei a destino mais quente.
Uma bela noite bem passada e em boa companhia.





.

domingo, 8 de setembro de 2013

Olho Cinzeiro 07-09-2013

Aqui fica um pequeno registo da noite de ontem, no novo local, perto do antigo sitio da Atalaia e que passa a ser denominado de Olho Cinzeiro. Um céu que dá para brincar e matar as saudades, mas quase totalmente queimado de sudoeste a noroeste. Levei o maksutov 127 skywatcher com a montagem LXD75 e as fotos foram tiradas com a Canon EOS 550D. Um encontro agradável e em bom companhia e repleto de meteoros e muitas melgas.





domingo, 16 de junho de 2013

AstroCoruche - 15 de junho‏

O encontro foi junto ao edifício da antiga Escola Primária de Frazão, cerca de 10 km a Norte da vila de Coruche cerca das 21:30 (coordenadas: N39º01'46,0"; W08º28'09,7" / googlemaps: 39.029444, -8.469361), num local com bom céu.
Foi tudo bom. Muito boa a companhia e rever companheiros que já não via há algum tempo e o convívio com outros que conheci.
O céu muito bom e a curiosidade de gente nova que apareceu e saiu satisfeita com as explicações do céu e dos objectos que iam vendo a olho nu ou nas oculares dos telescópios.
O jantar foi no restaurante "Ti Jacinta" na localidade de Várzea d'Água, na estrada Coruche-Lamarosa (EM580), cerca de 8 km de Coruche para norte (coordenadas: N39º00'59,5" ; W008º29'10,3" / googlemaps: 39.016528, -8.486194).
Noite de Lua, planeta, galáxias e enxames e nebulosas e até cometas e muitos meteoros.
Encontro a repetir sem duvida e parabéns à organização e simpatia do Jacinto Castanho.

sábado, 18 de agosto de 2012

Pego do Altar - Vale de Figueira: 18-08-2012

Foi uma noite agradável e em boa companhia, para observar um céu razoável onde ainda é possível ter um pequeno vislumbre dos céus escuros de outros tempos. A via láctea é o grande marco nocturno salpicada por inúmeros objectos e servindo de guia à descoberta de outros. Acompanhado do fiel XX12i e da bela NAG31 mais uma filtro UHC, foi uma noite bem recheada e encher o olho. Objectos visitados de destaque; O duplo enxame de Perseu (NGC 869/NGC 884) e o ET na Cassiopeia (NGC457), M51 (galáxia Whirlpool), M101 (galáxia Pinwheel), M81 (galáxia Bode´s) e M82 (cigar), A veil nebula (NGC 6960 segmento oeste e NGC 6992/95 segmentos leste), a Crescent nebula (NGC 6888) e a blinking nebula (NGC 6826), Albireu (Beta Cygni, β Cyg), as galáxias em Andromeda M31, M32 e M110, a M27 (Dumbbell Nebula), Júpiter, alguns enxames no Escorpião, no Sagitário. A noite foi claro salpicada por imensos meteoros, ou não fosse esta uma época de chuvas de estrelas... A observação só foi interrompida pelo nevoeiro que desceu cerca das 03:00. Ficam alguns pequenos registos do local e do céu.

domingo, 22 de janeiro de 2012

Pego do Altar: 21-01-2012

Ontem, em Pego do Altar - Valle de Phigueira, foi uma daquelas noites para ficar guardada na memória. A chegada e partida da zona de observação foi marcada de forma dramática pelo terreno alagado e pelo "atanscanço" do carro logo à chegada. Foi um milagre estar lá o Francisco Gomes sempre pronto a ajudar e outro companheiro que ajudou a destolar o carro, pois caso contrario seria muito, muito complicado, já que naquela zona não há quase rede de telemóvel (...).
Após passar o lamaçal, cheguei ao local e encontrei já vários companheiros instalados com os seus Dobson de 12" e 13" e um catadióptrico de 8". Depois ainda chegaram um refractor se 120mm e um Dobson de 14". No total 8 telescópios, contando com o meu Dobson 12".
Foi uma noite muito fria e com um céu bom mas com bastante húmidade e alguma nebulosidade alta que não deixava o céu ficar muito escuro.
Fui brindado com magníficas vistas de Júpiter, cristalino e cheio de detalhe e a configuração curiosa das 3 luas Io, Europa e Ganimedes a "emergirem" da fronteira do disco, como se este estivesse a "parir" aquelas três bolinhas brilhantes.

O planeta Marte também deu uma vista fantástica no Dobson 14", com a binoview. Estava repleto de cor castanho-avermelhado e viam-se várias manchas escuras e a calote polar branquinha.
Ainda passeei muito pela Ursa maior e pelas clássicas galáxias M81, M82 e NGC3077, M109, M108 e a planetária Owl M97. Passei pelos Cães de Caça e pela M51 e pelo Leão, tendo espreitado todas as galáxias; M65, M66, NGC3628, o Trio M95, M96 e M105 e a NGC2903. Observei claro está a nebulosa do caranguejo M1, estando esta bem definida e leitosa.
Depois passei maia noite a observar a esplendorosa nebulosa de Orion M42, M43 e NGC1973/1977, com o trapézio a mostrar as 6 estrelas facilmente e um dos colegas ainda disse estar a ver uma sétima. Brutal. A nebulosidade de NGC2024 era bem visível pela ocular NAG31 junto a Alnitak.
Em Perseu a visita ao enxame duplo NGC 869/884 era também obrigatória e ainda espreitei na constelação da Pomba, M46 e M47 e a planetária NGC2438 no seio de M46.
Em suma, foi uma noite agradável, muito fria e com boa companhia.